A Huawei já colocou as séries Mate e P à venda? Aqui está a comunicação oficial

Quem sou
Pau Monfort
@paumonfort
Autor e referências

A nova semana começa com uma notícia bombástica vinda diretamente da China e que preocuparia a gigante da tecnologia Shenzen, Huawei, que, segundo fontes próximas à empresa, estaria iniciando conversações com potenciais compradores para a venda de smartphones P e Mate. A empresa decidiu sair definitivamente do mercado de dispositivos topo de gama?

De acordo com as indiscrições divulgadas por algumas fontes consideradas profundas conhecedoras da história, a Huawei vem negociando há meses com um consórcio liderado por algumas empresas de investimento apoiadas pelo governo de Xangai, do qual nenhuma referência foi divulgada como estão. ultra secreto.



Huawei teria começado a explorar internamente a possibilidade de vender as marcas já em setembro passado, mas a empresa ainda não está pronta para tomar uma decisão final sobre o que fazer, com negócios que não devem ser fechados tão cedo. A empresa estaria de fato entendendo quantas são as chances de continuar a produzir internamente seus chips Kirin de ponta, que poderão ser usados ​​nos próximos aparelhos da marca.

Se a notícia se confirmasse, seria a segunda ilustre venda em poucos meses, depois da relativa à outra marca Honor, vendida para um consórcio de 30 operadoras. Por trás dessa escolha estaria a já conhecida história ligada às dificuldades de marketing com fornecedores norte-americanos, após a proibição desejada pelo governo Trump e que está causando muitas dores de cabeça, principalmente do ponto de vista econômico e de desenvolvimento de produtos futuros. , para a Huawei.

Os rumores sobre o assunto têm se tornado cada vez mais intensos nas últimas horas, tanto que o gigante chinês precisa se manifestar, se posicionando firmemente sobre o que está sendo publicado na rede.


“A Huawei soube que existem rumores infundados sobre a possível venda de nossas marcas de smartphones topo de linha. A Huawei nunca considerou essa possibilidade, pelo contrário, continua totalmente comprometida com este setor e quer continuar a oferecer a melhor experiência de usuário para seus produtos para clientes em todo o mundo ”, disse um executivo da empresa.


  • A nova família carro-chefe do Huawei P50 está prestes a ser apresentada: aqui está tudo o que sabemos

O governo de Xangai também queria deixar as coisas claras, afirmando que não estar ciente do caso e recusando-se a fazer mais declarações a esse respeito. A situação está, portanto, em constante evolução, mas certamente esta notícia poderá confirmar o que até ontem foi um pressentimento, ou seja, que nem mesmo a próxima gestão Biden previa um afrouxamento das restrições impostas a partir de maio de 2019 pelo governador anterior.

Fontes próximas à Huawei informaram que firmas de investimento apoiadas pelo governo de Xangai podem formar um verdadeiro consórcio desenvolvido ad hoc para assumir as marcas P e Mate, com a Huawei que poderia, no entanto, continuar a gerenciar a equipe de desenvolvimento das duas séries, mesmo se o acordo fosse bem-sucedido.

Não é só isso, aliás, também teriam sido revelados os ganhos com a venda do Honor, que renderia à Huawei mais de 100 bilhões de yuans, ou mais de 12 bilhões de euros, cifra que a mesma empresa não quis comentar. Deve-se notar que a Huawei sempre afirmou que por trás da venda da marca Honor havia apenas a necessidade de manter a marca viva, colocada em risco pelas sanções infligidas pelos próprios EUA e não por uma questão econômica. Por isso, uma escolha semelhante poderia ser adotada para garantir a continuidade no desenvolvimento dessas séries, que são severamente testadas pela falta de suprimentos para os chips.



As séries de telefones P e Mate estão entre as mais bem-sucedidas e apreciadas em todo o panorama dos smartphones de ponta, não apenas na China, mas também em nossa parte, representando 40% das vendas totais da Huawei no terceiro trimestre de 2020, ao contrário daqueles para 2021, espera-se uma queda acentuada. Veremos, portanto, se esses avanços logo se tornarão realidade ou se permanecerão apenas especulações.


Na Amazon pode encontrar o excelente tablet Samsung Galaxy Tab A7 na versão Wi-Fi, em oferta por menos de 195 euros. Para saber o preço clique aqui.


Adicione um comentário do A Huawei já colocou as séries Mate e P à venda? Aqui está a comunicação oficial
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.